Vamos falar sobre o Paul Dano

Cinema sexta-feira, 05 de maio de 2017

Pra início de conversa, felizmente Paul Dano não nasceu no Brasil e não teve que aturar um monte de piadinhas com seu nome. Mas mais importante que isso, cês já repararam nos filmes que o cara fez e faz? Eu tô longe de ser o tipo de gente que fala merdas como “uma promessa pro futuro”, “o novo fulano” ou ainda “quero uma coxinha de queijo, faz favor” mas porra, não só o Paul Dano dá bem, como é pau pra toda obra.

Tá, tudo bem que muitos dos papéis que ele fez até agora foram ou pequenos ou secundários ou em filmes completamente fora do circuito principal, mas a questão são os papéis: Eu não sei se ele escolhe os próprios papéis ou tem um bom agente/empresário, mas cara, a gigantesca maioria é só papel foda. E o mais legal é que ele vive fazendo papeis que não seriam feitos normalmente, ou, se fossem feitos por um ator com mais nome, seria coisa de Oscar.

Em L.I.E., seu primeiro grande papel (Que eu nem sei se saiu no Brasil), ele interpreta um adolescente que se arranja com um pedófilo; em Too Young to Be a Dad (Que também não deve ter saído por aqui) ele é um Juno ao contrário (Com cinco anos de vantagem), ele é um dos filhos em Pequena Miss Sunshine; um pastor (E o irmão do pastor) em Sangue Negro, um vendedor de colchões que quer adotar um bebê chinês em Gigantic, um dos monstros em Onde Vivem os Monstros, um travesti em The Extra Man, autor que se apaixona pela própria personagem em Ruby Sparks, feitor (Ou sei lá o relativo gringo de feitor) de escravos em 12 Anos de Escravidão, Brian Wilson (Um dos fundadores do Beach Boys) em The Beach Boys: Uma História de Sucesso (E olha que o nome original é Love & Mercy), um ator frustrado em Youth e um suicida abandonado em Swiss Army Man.

Claro que nem tudo que ele fez foi ótimo ou mesmo digno de nota, mas vira e mexe eu pego pra ver um filme meio meio-indie-meio-cult-meio-B (Porque caso cês tenham esquecido, eu sou o hipster do Bacon) e tá lá o Paul Dano. Mesmo quando ele não é o personagem principal, ele sempre entrega uma performance que eu gosto. Nos vários e vários filmes que assisti com ele, eu nunca parei pra pensar que é um ator interpretando um papel. E isso é muito incrível considerando que desde que ele começou a fazer filmes, vários e vários deles não são papéis rotineiros, que seriam considerados fáceis. Ele foi tanto o filho problemático que faz merda pra caralho quanto o banana que toma paulada (Olha só, cara, a piada com o nome dele sai até sem querer!) de tudo e todos.

Neste exato momento, está parecendo que eu tô parabenizando o cara pelo que deveria ser normal pra um ator, interpretar bem papéis diferentes, mas ele não só faz papéis muito, muito diferentes e muito bem, mas como ele sabe escolher quais papeis fazer. Desde 2012 todos os filmes que ele fez foram muito bons (Nem sempre por mérito único dele, mas enfim), mas quando olhados em conjunto fica muito, muito óbvio que ele tá trabalhando duro pra ter uma carreira que diga que ele é um bom ator. O tipo de filme que, mesmo não sendo blockbuster ou imenso sucesso de público e crítica (E muitos foram), num currículo ficam bonitos pra caralho.

Ele já foi indicado pra vários e vários prêmios, só que os que ele acabou ganhando não foram grandes nomes (Ainda sim foram 35 indicações e 21 vitórias)… Eu sinceramente acho que o que esteja segurando os “resultados palpáveis” dele sejam suas próprias escolhas. Como eu disse lá no começo, se o nome dele fosse mais chamativo eu acredito que ele seria um dos maiores nomes do cinema atual… Não do cinema tipo O Ataque das Piranhas Voadoras 6, mas desse monte de filme que é continuamente aclamado como “novo clássico”. Não sei se é isso que ele quer pra carreira dele, mas eu realmente acho que ele tem a capacidade pra isso.

Não, eu não quero dar pra ele.

Sinceramente não sei qual o plano mestre do Paul Dano (Se é que ele tem um). Ele já fez um monte de coisa diferente, tanto como personagem quanto pelo tipo de filme (De velho oeste à drama familiar, de independente-sem-dinheiro à multimilionários), e deve sair este ano Wildlife, seu primeiro filme como diretor… Ao mesmo tempo que o que me chamou atenção pro cara é o que, hoje, eu acho que tá segurando a onda dele. Não sei se é de propósito ou se ele topa simplesmente o que acha interessante e foda-se, só sei que seja como for, vale à pena prestar atenção no que ele faz.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito