Shut Eye só não é o novo Breaking Bad porque é melhor

Televisão sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Desde o final de Sons of Anarchy eu não acompanho uma série que me deixe tão tenso e esperando pelo pior a qualquer momento. Shut Eye é uma série do Hulu, que, pra quem não sabe, é um serviço de streaming tipo a Netflix. A série aborda a máfia cigana dos falsos videntes, bom, pelo menos até um desses falsos videntes começar a ter visões de verdade. Eu não sei que tipo de mandinga essa série fez pra mim, mas eu fiquei fascinado por todos os personagens desde o primeiro episódio. Bom, talvez com exceção da mulher safada do protagonista.

O que pega é mais ou menos o seguinte: Charlie é um psíquico trambiqueiro dono de alguns salões de psíquicos por aí. Ele e sua mulher, Linda, vivem de dar golpes nos outros pra pagar o colégio das crianças. O problema é que eles não são os verdadeiros donos de porra nenhuma. Quem manda mesmo na bagaça são os ciganos, nesse caso, Fonso, um daqueles filhos da puta que cê sabe que é bem filho da puta mas gosta do filho da puta porque ele é um filho da puta maneiro. Na verdade quem manda mesmo é a mãe dele, Rita, mas vamos fingir por enquanto que é o Fonso.

Os problemas começam de verdade quando a irmã de Charlie, Drina, resolve começar a fazer bujo, que é a enganação remoção de maldições que só pode ser feita por ciganos e por isso é punida pelo conselho cigano e Charlie perde dois de seus salões. Bolada com a diminuída de grana que isso vai gerar, Linda começa a encher os pacová de Charlie pra eles darem golpes escondidos de Fonso. O que todo mundo sabe que vai dar merda. Certo, Capitão? Nesse meio tempo o ex-namorado duma mina que terminou com ele após uma consulta com Charlie resolve dar uns catiripapos no malandro e é aí que as coisas endoidam de vez.

Charlie começa a ter visões e acaba ajudando de verdade o filho de Eduardo, um cliente mafioso que fica eternamente grato por isso, Linda começa a ter um caso com Gina, uma hipnotizadora muito da tetéia mas que a gente percebe de longe que é pura confusão, Rita começa a desconfiar da porra toda, os vizinhos começam a encher o saco, as crianças roubam drogas pra impressionar as gatinhas, rola um banho de cuspe e alguém morre bizarramente num tanque de óleo. Já disse que aquela tensão de “Putaquemepariu sáporra vai dar muita merda” fica sentada nos teus ombros o episódio inteiro, né? E olha que até agora só foram lançados três episódios.

Nota do editor: Não, a primeira temporada inteira foi liberada de uma vez, todos os 10 episódios.

Pelo ritmo e pelo tom da série fica meio impossível não compara-la com Sons of Anarchy ou Breaking Bad e embora ainda não tenha superado a primeira, os três primeiros episódios já são, pelo menos pra mim, infinitamente melhores que Breaking Bad, que como já disse algumas vezes por aqui, foi uma modinha superestimada da porra. Não to dizendo que foi ruim, só que não foi isso tudo. E antes de me xingar assiste Shut Eye que eu duvido você não concordar que o Fonso e a mãe dele já são melhores que qualquer personagem chorão de Breaking Bad.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito