Os novos Campeões da Marvel

HQs sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Recentemente uma nova Guerra Civil teve origem no Universo Marvel. Graças a um novo Inumano que consegue “prever” o futuro, Capitã Marvel e Homem de Ferro bateram de frente e deram início a um novo porradeiro desgovernado entre super heróis. Além disso, X-Men e Inumanos se pegaram há um tempo atrás durante a mini-saga Morte do X, quando Ciclope e seus seguidores descobriram que as névoas terrígenas responsáveis pelos poderes dos Inumanos estão matando os mutantes. E em meio a tanta treta de heróis, a população, assim como os leitores, encontra-se de saco cheio disso tudo e começa a achar que os “heróis” são mais uma maldição do que uma benção. Mas é aí que entram os novos Campeões.

Pra quem não sabe, os Campeões surgiram em 1975 e era uma equipe formada por Viúva Negra, Motoqueiro Fantasma, Anjo, Homem de Gelo e Hércules. A revista teve curta duração e foi motivo de chacota até pouco tempo, quando uma nova equipe de Campeões foi anunciada. Dessa vez formada por jovens heróis que também estão de saco cheio dos arranca rabos entre os heróis e que querem fazer mais pela população do que somente socar a fuça feia de vilões.

Durante a nova Guerra Civil, Nova (Sam Alexander) e Homem Aranha (Miles Morales) deixa a equipe dos Novíssimos e Diferentes Vingadores, nome bosta, eu sei, por não concordarem em ter que lutar com outros heróis. Pouco depois, após uma luta contra a Gangue da Demolição, Miss Marvel (Kamala Kahn) questiona os Novíssimos e Diferentes Vingadores sobre o por quê de não ajudarem a reconstruir a cidade após as batalhas e ao receber uma resposta não muito satisfatória ela também deixa a equipe e resolve fazer algo maior e melhor.

Depois de umas pequenas férias comendo Doritos e escrevendo fanfics, Miss Marvel resolve reunir-se com os outros dois ex-parceiros de Novíssimos e Diferentes Vingadores e fazer a coisa do próprio jeito. Mas como três jovens heróis não fazem os Campeões, eles recrutam o Hulk (Amadeus Cho) e Viv, a filha do Visão. Mal a equipe está formada e eles partem pra primeira missão, deter um traficante de humanos.

Nada muito complicado, já que essa equipe, ainda não batizada de Campeões, é quase um dream team da fodacidade, mas o que sobra de poder falta em responsabilidade e obviamente alguns erros são cometidos e é justamente aí que entra o “não discurso” sobre o que é ser um super herói de Kamala Khan, que rapidamente viraliza na internet e em questão de pouco tempo a #Campeões surge, dando um nome para a nova equipe e atingindo prováveis futuros membros, como o novo Falcão (Joaquim Torres), a nova Vespa (Nadia Pym), Ironheart (Riri Williams) e Garota da Lua (Lunella Lafayette) e seu Dinossauro Demônio. Além do Ciclopinho, que já é um membro confirmado da equipe.

Uma equipe formada por jovens ajudantes e novas versões de velhos heróis, assim como editoras copiando umas às outras, não é nenhuma novidade no mundo dos quadrinhos e Campeões é claramente uma tentativa da Marvel de criar seus próprios Titãs. Não que ela precise, mas desde o final do primeiro volume dos Novos Mutantes em 1990 a Marvel não consegue emplacar uma boa equipe de jovens heróis. Ao que tudo indica, Campeões veio pra mudar isso, mas o repúdio da galera à arte do Humberto Ramos pode ser o primeiro grande vilão da equipe.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito