Gotham não é uma série do Batman?

Televisão quarta-feira, 05 de outubro de 2016

Isso foi uma coisa que eu repeti exaustivamente aos fanboys que gritavam por aí que era impossível fazer uma série sobre Gotham City sem ter o Batman. Como se Gotham City não existisse antes do Batman. Como se a corrupção e o mal que vivem em Gotham City só tivessem surgido após a chegada do Batman. Como se antes do Batman ninguém tivesse tentado limpar Gotham City. Eu disse isso, os produtores disseram isso e tava tudo indo muito bem até os produtores começarem a atender esses fanboys e transformarem a série em uma série do Batman. O problema é que quando você ouve fanboy, só existe uma coisa guardada pra você no futuro próximo.

As cagadas começaram quando quiseram mostrar a galeria de vilões do Batman muito antes da hora. Trazer Fish Mooney de volta dos mortos e com super poderes foi um erro terrível. Lembra quando resolveram dar poderes pra todo mundo em Heroes e a série desandou de vez? Então, é mais ou menos o que tá acontecendo com Gotham. A entrada de Hugo Strange e seus mega experimentos pra adiantar um monte de personagem superpoderoso, que poderiam muito bem ter sido guardados pra temporadas futuras foi um erro feio, um erro rude. Soltar todos esses monstros em Gotham de uma vez só foi então ainda pior.

Eu não sei porque, mas eu to com a impressão de que os produtores tão meio desesperados. Eles viram que o tom mais “realista” da primeira temporada não funcionou muito bem e resolveram jogar tudo na mesa de uma vez, o que é uma pena, porque a primeira temporada foi boa justamente porque não tinha esse monte de vilões. Aliás, se um cara comum e sem preparo como o Detetive James Gordon e seu parceiro Bullock conseguem dar conta desses vilões, o Batman não se torna uma figura desnecessária?

Mas acho que a maior prova de que os produtores estão meio perdidos foi a bagunça com o Pinguim na segunda temporada. O Pinguim foi certamente a maior surpresa de Gotham, um ótimo ator e um ótimo personagem que evoluiu muito durante a primeira temporada, mas na segunda temporada ele ficou meio perdido. Matam a mãe do cara, mandam o cara pro hospício, o cara fica bonzinho e descobre que tem um pai rico, vira uma espécie de Cinderella nas mãos da madrasta má e dos dois meio irmãos, surta de novo e mata todo mundo. Foi um plot legal por causa do ator e de como o personagem é na série, mas se tudo isso aconteceu e o personagem em nada evoluiu, o plot não precisava existir.

A terceira temporada começou bem, apesar de alguns bons erros, e parece ter tudo bem amarrado para se desenrolar nos próximos 21 episódios. Pinguim quer a cabeça de Fish Mooney, Fish Mooney lidera uma gangue de monstros e quer Hugo Strange pra consertar seus poderes, Bruce Wayne quer acabar com a corrupção nas Empresas Wayne e com isso mexe diretamente com a Corte das Corujas, que por sua vez quer a cabeça de Bruce Wayne. E no meio disso tudo temos dois grandes erros que não ajudam em nada na temporada.

– A cagada que fizeram com a Hera Venenosa, acelerando seu crescimento para a utilização de seus poderes de sedução, o que é ridículo, já que só seu corpo é de adulto, mas sua mente continua a mesma, ou seja, uma criança.

– Transformar James Gordon em um caçador de recompensas/vigilante fora da lei é a pior coisa que a série poderia fazer com o personagem. Eles querem que o pequeno Bruce Wayne seja inspirado por outros vigilantes, como foi o caso do Azrael na última temporada e agora de James Gordon, mas pra mim isso acaba completamente com a “originalidade” do Batman.

Ah, e tem o clone cabeludo do Bruce Wayne que a gente sabe que tá aí só pra se passar por ele e morrer no lugar do mesmo no melhor estilo Saga do Clone.

Eu continuo gostando da série apesar de todos os erros da segunda temporada, mas acho que somente um milagre e um fandom bem ruinzinho da cabeça pra dar vida longa a Gotham. E como bem disse a Nelly aqui, saber a hora de parar é importante. Gotham era uma série que tinha tudo pra durar muitas temporadas se soubessem dosar a quantidade de vilões por temporada, mas como este não é o caso, é melhor que tenha mais uma ou duas temporadas e encerre a brincadeira antes que peguem a rua Supernatural, esquina com a avenida Smallville da decepção.

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito