Estreias da Semana – 04/08/2016

Cinema quinta-feira, 04 de agosto de 2016

Esquadrão Suicida (Suicide Squad)
Com: Cara Delevingne, Margot Robbie, Jared Leto, Scott Eastwood, Ben Affleck, Jai Courtney, Will Smith, Joel Kinnaman, Viola Davis, Adewale Akinnuoye Agbaje, Jay Hernandez, Adam Beach, Raymond Olubawale, Ike Barinholtz, Common e Karen Fukuhara
Os mais vilanescos, perigosos, aprisionados e sei lá mais o que vilões da galeria do Bátemã são reunidos num grupo que é enviado com uma porrada de arma pra resolver uma treta pelo simples fato de que, se der merda, quem liga? É um monte de bandido. Mas e se eles perceberem que não são esperados de volta com vida? Vai ser cada um por si ou eles vão fazer o que tem de fazer?
Olha, se o que eles tem de fazer é zonear com filme da DC que deveria ser maneiro, o serviço tá garantido. Mas dá pra dizer que a culpa é das refilmagens. Ou não?

Negócio das Arábias (A Hologram for the King)
Com: Tom Hanks, Ben Whishaw, Sarita Choudhury, Tom Skerritt e Tracey Fairaway
Um empresário falido, tentando se recuperar do tombo de qualquer forma, em plena recessão nos EUA, viaja até a Arábia Saudita, na esperança de vender uma ideia genial pra um sultão [Ainda é sultão praquelas bandas?] que tá levantando uma cidade no meio do deserto.
Considerando que é o Tom Hanks, esperem por um filme que vai te fazer sentir vergonha alheia. Mesmo não sendo uma comédia.

A Intrometida (The Meddler)
Com: Susan Sarandon, Rose Byrne, J.K. Simmons, Jerrod Carmichael, Cecily Strong, Lucy Punch e Michael McKean
Após ficar viúva e desgraçada da cabeça com a perda do marido, Marnie Minervini não quer mais ficar em casa, sozinha e sem amparo. Pensando nisso, ela sai de Nova Iorque e se muda para Los Angeles, onde Lori, sua filha única, mora. Mas há de se considerar que Lori se mudou justamente pra tocar a vida.
Apesar de achar justo os filhos quererem tocar a vida sem a insanidade da mãe, é meio ingrato botar a mãe sempre como um peso na vida dos filhos.

Um Amor à Altura (Un homme à la hauter)
Com: Jean Dujardin, Virginie Efira e Cédric Kahn
Adevogada recém-solteira, Diane recebe uma ligação [Quem ainda faz ligação hoje em dia?] de Alexandre, um arquiteto que ela nunca conheceu, mas que encontrou seu telefone perdido, que nem tinha sido citado nessa maldita sinopse. Mas quando eles se encontram, obviamente a conversa toma um rumo inesperado, já que todo cueca vai tentar dar ideia na mina que ele nem conhece. Estereótipos…
É francês, então já sabe. Fique longe, a menos que queira pagar de erudito.

Vidas Partidas
Com: Naura Schneider, Domingos Montagner, Milton Gonçalves e José de Abreu
Brasil, anos 80. Em meio à década perdida, Graça entra pra estatística dos crimes de violência doméstica por seu marido, Raul, com quem ela tem duas filhas e uma relação altamente passional. Em meio ao amor, desejo, samba, suor e sacanagem, Graça vai aos poucos percebendo a verdadeira personalidade de Raul, num exemplo crássico de que a vítima está dormindo com o inimigo.
Por mais que seja clichê, esse é o tipo de filme que vale o quanto custou pra ser feito quando abre o olho de um pessoal inocente ae. Mesmo tendo o Zé de Abreu.

Leia mais em: , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito