Corra! (Get Out)

Cinema quinta-feira, 18 de maio de 2017

 Chris (Daniel Kaluuya) é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada caucasiana Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas, com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador.

Se você não for desses idiotas que não enxergam a sociedade como ela é e fica por aí gritando como um retardado que racismo não existe, esse com certeza será um dos melhores filmes que você verá em 2017. Certamente é um dos melhores suspenses do ano e além de dar um tapa na cara da sociedade de diferentes formas, ainda fez com que Daniel Kaluuya fosse finalmente visto por Hollywood.

Acho que eu não fico tenso com um filme de suspense desde o primeiro Pânico, que só me deixou bolado porque eu era um juvenil como qualquer outro juvenil. Ou seja, idiota. E gostava de muita porcaria. Não que eu não goste mais de porcaria, mas a porcaria que eu gosto hoje em dia é melhor do que a porcaria que eu gostava naquela época. Não que Corra! seja uma dessa porcarias, afinal eu não gosto só de porcarias. Enfim…

Não tem como começar esse texto sem ser falando de Daniel Kalluya. O rapaz de 28 anos que eu vi pela primeira vez em The Fades, uma série britânica sobrenatural onde ele interpretava Mac, o melhor amigo de Paul (Nosso amigão do peito, Agente Fitz) e roubava a cena. Em seguida o vi em Black Mirror, no episódio Fifteen Million Merits, onde o cara prova de uma vez por todas que não é só mais um ator como muitos por aí.

Depois me decepcionei com seu mal aproveitamento em Kick Ass 2, onde ele não passou de um reles figurante, mas foi em Psychoville que me tornei fã de uma vez por todas desse cara. Enfim, recomendações feitas (Sim, é pra vocês irem atrás de todas as séries citadas pra conferir por conta própria. Ou cês acham que eu tô escrevendo isso aqui pra que?) é hora de falar de Corra!, o filme que vai definir a carreira desse rapaz foda páporra!

Assisti Corra! com o menor número de informações possíveis. Sabia apenas que era um suspense que envolvia racismo e tinha o Daniel Kaluuya. O que pra mim, caso não tenham percebido nos parágrafos anteriores, já era mais do que o suficiente. Sabendo então que o filme tratava sobre racismo e sabendo também como a sociedade é babaca, foi inevitável ficar com aquela sensação de que essa porra vai dar merda capitão do início ao final do filme, que não é confuso, mas sabe brincar muito bem com a mente do expectador. Confesso que algumas vezes cheguei a pensar que eu estava sendo preconceituoso, afinal, não é porque nessa comunidade só mora branquelo rico que eles são racistas. Prft, que ingênuo.

Então passei metade do filme sem saber o que estava acontecendo e a outra metade do filme tentando descobrir quem caralhas tava fazendo aquilo acontecer. Quem tá envolvido nessa merda? Mas a menina é tão boazinha. Deve ter sido hipnotizada também. Isso mermão, pega a arma e mete a bala em todo mundo. Não, não faz isso não, cê é o único negro numa comunidade de branquelos ricaços assassinados, não vão acreditar na bizarrice que tavam fazendo aí. Larga isso moleque. Corre. Não, atira. Não, corre moleque, corre, corre, corre!

Corra!

Get Out (104 minutos – Suspense)
Lançamento: EUA, 2017
Direção: Jordan Peele
Roteiro: Jordan Peele
Elenco: Daniel Kaluuya, Allison Williams, Bradley Whitford, Catherine Keener, LilRel Howery

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito