Corpo Fechado (Unbreakable)

Cinema sexta-feira, 31 de março de 2017

 Um espantoso desastre de trem choca os Estados Unidos. Todos os passageiros morrem, com exceção de David Dunne (Bruce Willis), que sai completamente ileso do acidente, para espanto dos médicos e de si mesmo. Buscando explicações sobre o ocorrido, ele encontra Elijah Price (Samuel L. Jackson), um estranho que apresenta uma explicação bizarra para o fato.

Rever Corpo Fechado hoje em dia, após toda essa onda de super heróis e com os estúdios jurando que sabem fazer filmes de super heróis mais realista e pé no chão, torna tudo muito mais engraçado. Quer falar de super herói realista? Fala com o Marcinho Shyamalan, parça.

O cara não somente fez um filme de super herói que ninguém entendeu que era um filme de super herói, como está expandindo esse universo com outro filme de super herói que ninguém entendeu que era um filme de super herói até a cena pós créditos que ninguém entendeu que era uma cena pós créditos até ser.

Eu preciso confessar que sou uma putinha do Shyamalan. Desde que ele derreteu meu cérebro com O Sexto Sentido, eu corro pra assistir qualquer coisa que tenha o nome do homem envolvido. E sim, eu sei que nem tudo são flores no fantástico mundo de M. Night Shyamalan, mas ainda assim, eu curto as ideias do cara. Com exceção do filme das plantinhas e daquele filme com o Will Smith e o filho dele. Na verdade, se comparado com o filme do Will Smith e o filho dele, o filme das plantinhas chega a ser bom.

Preciso dizer também que Corpo Fechado me decepcionou um pouco quando o assisti pela primeira vez. Eu esperava outro final surpreendente como o de Sexto Sentido, mas tudo o que encontrei foi um final que dava a entender que a grana tinha acabado e eles precisaram se virar com o que tinham. E apesar de ainda ter essa impressão sobre o final, Corpo Fechado está em segundo lugar no meu top 5 Shyamalan. Tudo bem que A Dama na Água também tá nele, mas cês esperavam o que?

Todos os elementos clássicos dos quadrinhos de super heróis estão no filme de forma tão sutil que quando você descobre que aquilo era um filme de super herói, você se sente um completo idiota. Aliás, acho que essa é a assinatura do Shyamalan, né? Te fazer de idiota. O uniforme está lá, o vilão, que é o completo oposto do herói, está lá, os problemas familiares, a vontade de fazer algo maior e uma das coisas mais clássicas dos quadrinhos, também estão lá. Afinal, assim como Peter Parker, Bruce Banner, Guy Gardner, Matt Murdock, Jessica Jones, Reed Richards, Wally West e outros mais personagens de quadrinhos, o protagonista de Corpo Fechado não se chama David Dunne a toa.

E se tudo isso já não tivesse sido jogado na nossa cara, nós ainda temos o personagem de Samuel L. Jackson gritando a todo momento que Dunne é um maldito super herói, mas preferimos acreditar que ele é só um tiozinho doido que leu quadrinhos demais. Não que isso não seja verdade, mas ele era só um tiozinho doido que leu quadrinhos demais e que estava certo.

Se não me engano, foi graças ao final não surpreendente de Corpo Fechado que os estúdios começaram a querer finais surpreendentes em todos os filmes do Shyamalan, e quando ele fez o que pediram disseram que ele estava fazendo filmes com finais surpreendentes demais e que isso não era legal. E como dito antes, fiquei frustrado com o final não surpreendente de Corpo Fechado, mas hoje em dia percebo que os filmes sem final surpreendente e que não sofrem pressão pra ser um novo Sexto Sentido, são os melhores da carreira do tio M.

Corpo Fechado

Unbreakable (106 minutos – Drama)
Lançamento: EUA, 2000
Direção: M. Night Shyamalan
Roteiro: M. Night Shyamalan
Elenco: Bruce Willys, Samuel L. Jackson, Robin Wright

Leia mais em: , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito