Bacon Entrevista: Vivy Keury

Livros sexta-feira, 05 de agosto de 2016

Vivy Keury é a entrevistada da vez. No alto de seus 22 anos, escreve uma história que já atingiu vinte mil leituras e tem potencial para muito mais. E é com ela que eu conversei sobre livros, escrever e outras coisas. A conversa você confere logo abaixo:

Santhyago: Pronta pra começarmos?

Vivy Keury: Sim, pronta!

Vamos começar com uma apresentação. Fala quem é a Vivy quando não está escrevendo. Nome idade, o que gosta de fazer, essas coisas.

Meu nome é Viviane, tenho 22 anos, sou casada, não tenho filhos, moro em Brasília. Bem, no momento só fico em casa mesmo. Gosto de ouvir músicas, quando estou sozinha e com isso, aproveito para escrever. Fins de semana sempre tento aproveitar ao máximo, ao lado da família e esposo.

Escreve ouvindo música? Quais estilos te inspiram?

Sim, escrevo! Bom, depende do que retratará o capítulo. Se for romântico, música romântica, caso seja triste, música triste. Ouço todo tipo, mas uso mais as internacionais e de cantores diferentes também. Acho que elas conseguem mostrar uma emoção maior, através de suas letras. Mas quando acho uma brasileira que combine, perfeitamente bem, não êxito em colocá-la.

Então a música dita o ritmo das suas histórias. Alguma música que esteja sempre presente em suas playlists?

Todas que cito em meus capítulos, sempre vão parar em minha playlist. Sempre baixo e ouço diversas vezes!

Acabam virando a trilha sonora de sua história. Hoje em dia com Spotify e Deezer, dá pra criar playlist e indexar a história. Ia ficar bem diferente.

Sim, isso é verdade! Dá pra deixá-la mais interessante, até mesmo, os capítulos tristes, mais emotivos.

E ambientados da mesma maneira que se sentia quando os escreveu. Algo bem sacado.

Sim, costumam ser sempre! A música é ótima pra nos deixar transparecer na escrita, os sentimentos em que temos no momento exato, em que o escrevemos. Por isso uso sempre a música, como inspiração!

Como funciona seu processo de escrita? Existe algum tipo de ordem que segue antes de começar a escrever uma história?

Eu não tenho uma sequência de acontecimentos preestabelecidos, escritos, sempre deixo em minha mente, assim, vou escrevendo capítulo por capítulo, dando uma sequência lógica para a história, claro! Quando termino um capítulo, já tenho o próximo formulado em minha mente. Desde o começo da história, já tinha todo enredo pronto, até o final!

Que diferente. Sua escrita se desenvolve na mente sem auxilio de rascunhos e um planejamento escrito?

Sim, não costumo ter rascunhos! Acho que não sou normal! Kkk

Isso é surpreendente pra mim. Fico pensando se surge algum nó quando o enredo começa a se complicar. Sei lá, misturar a ideia do próximo capítulo com a lista do mercado na cabeça, por exemplo

Não, nunca veio a acontecer isso rs. Lógico que já passei pelo famoso branco que dá e nada sai da mente kkk, mesmo tendo ideia do que colocará, mas como disse anteriormente, as músicas são minhas inspirações e é só eu começar a ouvir uma, que rapidamente, desenvolvo o capítulo.

Entendi. Imagina que louco se misturasse? Ia escrever um capitulo da protagonista indo ao mercado e comprando o que queria comprar, e depois quando fosse olhar na despensa, estaria sem chocolate, porque a Jhennifer e Angelica comeram tudo. Enfim, viajei bonito aqui heuheueheu

KKKKKK seria no mínimo, estranho! KKKKK! Muito estranho rs

Sorte que tem a música pra sair destes brancos. Alguns autores não tem tanta sorte assim…

Graças a Deus rs. Realmente, já vi muitos relatos de escritores, que dizem passar meses travados, sem escrever uma palavra se quer. Isso deve te deixar numa bad danada! Quero nem imaginar!

Nem imagine mesmo. É horrível, principalmente quando a escrita é a sua válvula de escape da realidade. A escrita é a droga mais viciante de todas, e a fissura de não poder fazer isso é angustiante.

Concordo plenamente! Vicia muito mesmo. Quando começa, não quer mais parar e sempre vai surgindo, mais e mais.

Quais autores te inspiraram a escrever?

Bom, não tenho nenhum que eu lesse antes para poder firmar um método de escrita. Eu lia muito antes de escrever, até que me surgiu à ideia de fazer minha própria história, da forma que eu quisesse, com enredo diferente de muitas que já havia lido e está sendo magnífico pra mim!

E qual livro que leu que deu o estalo pra colocar sua própria história no mundo?

Quando me surgiu a ideia , eu lia uma obra do Wattpad , das autoras line lunieres e que me deram total apoio desde o começo. Até hoje em dia, conversamos bastante!

Inspirada por uma autora do Wattpad, que legal isso! Ela te deu todo o incentivo que precisava pra começar?

Sim, participo do grupo no Whatsapp delas e expus minha ideia para elas, que me ajudaram bastante. Hoje em dia, ainda me dão conselhos e me parabenizam pela história estar conquistando um espaço, entre alguns leitores e é legal ouvir e poder compartilhar, essa minha alegria com elas. São bem humildes!

Esse é o principal de autores. Serem sempre os mesmos, depois de serem reconhecidos. Sem crises de famosidade.

Certamente e reconheço isso nelas! Independente do tempo, não se deixam levar por isso. Elas desprezam autores que agem desta forma! Elas são umas lindas! Tem muitos por aí, que nem te dá um oi, se deixar mensagem no privado deles, muito menos no perfil e isso é chato!

Falam muito de leitores fantasmas, mas nem chegam a cogitar a existência de autores fantasmas, que agem como se não existissem.

Kkkkk verdade, deveriam! Leitores fantasmas são bons, eu gosto. Afinal de contas, eles se mantêm escondidos, mas sempre dá pra ver pelas visualizações que continuam ali. Se não gostassem, não leriam mais!

No início de uma obra, sempre imaginamos ser ruim, eles não se manifestarem, porque precisamos de opiniões , para saber se dá continuidade à obra ou não, mas depois que começa a chegar ao final da história é que eles resolvem aparecer rs! E dá um misto de emoção, em saber que o leitor fantasma do início de sua obra, está ali e te acompanhou até o final. Só não quis se manifestar antes rs!

Bem dessas. Eles tem seu valor. Às vezes são os que recomendam e fazem surgir leitores do nada. Eu mesmo era um, porque não tinha o costume de votar. Era novo no Wattpad ainda e estava empolgado em ler e ler antes de tudo.

Sim, concordo que eles tem seu valor. Muita gente reclama, mas são essenciais! Confesso que era assim antes também, mas só não comentava! Tinha o hábito, apenas de votar rs

Como foi que conheceu o Wattpad?

Eu lia físicos que pegava emprestados das amigas na escola rs. Até um dia, pesquisei no Google um site que eu pudesse ler gratuitamente e lá estava o Wattpad, no primeiro link, aí baixei e desde então me tornei autora, depois de um bom tempo lendo.

Isso mesmo, antes de ser um autor, somos todos leitores. É um caminho que não tem como pular partes.

Sim, não têm! rs

Fala um pouco sobre a sua história, que você escreve, pra quem não a conhece. Vende seu peixe, em outras palavras

Posso dizer que é uma história bem diferente de muitas que já leu. Como por exemplo: Existe bastante amor entre familiares, amizades inimagináveis, que foram feitas para durarem, além de uma vida. Amores que são realmente conquistados com certa paciência e tempo. Envolve uma missão de vida, que acredito eu, todos nós temos neste mundo, só não temos conhecimento sobre isso. Temos pessoas ruins também, que voltam depois de anos para acabar com a vida de uma das amigas e que sofrem bastante com isso. Bom, acho que já está mais que resumido kkk. Caso tenha mais curiosidade, só procurar no Wattpad.

É uma história de amizade, antes de qualquer coisa, então.

Sim, isso mesmo!

Eu vi alguns capítulos dela, mas não entendi porque está categorizada em conteúdo adulto. Existe alguma justificativa pra isso da qual não cheguei ao capitulo ainda?

Bom, como todo casal, tem seus momentos íntimos, lá existe alguns, que envolvem isso, no caso, Hots, como chamam rs. É por isso a classificação. Mas a história não gira em torno disso! Acho que são coisas que não tem como não citar!

São naturais em qualquer relacionamento. Não citar isso é besteira. Fico intrigado com esse pessoal que é hostil com Hots. Como qualquer livro, você o lê só se quiser, e ficam criando problemas com isso.

É existe muito preconceito neste tema literário! As pessoas tinham que ser mais mentes abertas, o que é um ser humano sem um momento íntimo na vida? Todos temos, e porque não citá-los? Isso é coisa de gente da mente pequena, que tem medo de familiares, amigos ou até mesmo filhos, rirem deles por lerem temas do tipo! Muitos se sentem oprimidos ao expor que leem coisas do tipo e é besteira!

Já se envolveu em alguma discussão relacionada a este tema?

Não. Já vi muitas por vários grupos existentes, mas não costumo entrar no meio. Fico fora do normal ao responder comentários que vão contra o que penso kkk. Muitas vezes, discuto com a pessoa. Já aconteceu, mas não de ser referente a temas Hots.

E comentários assim de pessoas reclamando, já surgiram na sua história?

Não, ainda não. Mas nesta vida, pode esperar de tudo. Já recebi críticas construtivas, que não posso nem dizer que foi uma crítica, mais um toque de como colocar nas falar dos personagens. Fora isso, não!

Ótimo saber isso. Espero que sempre tenha leitores inteligentes dessa maneira, que entendam todos os motivos de sua história, mesmo que talvez não os aceitem.

Chega a ser surpreendente pra mim, até, pois sempre esperamos que um ou outro, reclame, mas graças a Deus, não aconteceu e prefiro que permaneça desta forma rs

Como tem sido a recepção de sua história pelo publico em geral? Ela já tem um numero bem bom de leituras.

Posso dizer que mais do que eu esperava, por ser uma história que envolve um romance com uma pitada de sobrenatural e também por ser minha primeira obra. Essa semana eu comemorei por ter chegado a 20 mil leituras, coisa que não imaginava, pois comecei a escrever sem imaginar muita coisa. Já que, comecei a obra apenas por hobby e testar meus conhecimentos e imaginação.

Quanto tempo ainda planeja publicar esta sua história? Ela está muito longe do final?

Não, faltam apenas três capítulos pra ser finalizada. Semana que vêm acabam as postagens desta, depois terá a continuação. Será uma duologia rs

Que bom saber que não vai parar de escrever. Algum outro projeto mais engatilhado?

Não, por enquanto estou me dedicando exclusivamente à duologia, mas tenho sinopses de mais dois livros prontos sim!

Produção total então. Só precisava do primeiro pra se empolgar ^^

Kkkkk Imagino que sim rs! Tô fascinada por este mundo literário! Autores maravilhosos que conheço e pessoas como você, que prezam pelo nosso trabalho, respeitam e nos incentivam a cada vez mais, expôs nossa imaginação pro mundo inteiro. É fantástico isso!

Essa é a melhor parte. Se é incentivada, é porque tem qualidade. E é apenas questão de tempo até uma editora ver isso e te publicar oficialmente.

É, alguns amigos e leitores me cobram isso. Vamos lutando, até dar certo. Não conseguirei nada se ficar parada, esperando as coisas caírem na minha cara rs. E eu fico feliz em saber que muitos veem algum potencial em mim. Coisa que é difícil conseguir com tanta facilidade, hoje em dia.

Me falam a mesma coisa sobre minha história. Mas como escritor, a gente sabe que tem coisa que tem que ser melhorada antes de mandar pra uma avaliação mais profunda. Imagino que passe pelo mesmo, já que está revisando a sua.

Claro, rs. Não manjo muito bem o português, por isso está em revisão.

Como é para você divulgar a sua história? Tem dificuldades quando chega a hora de pedir para os outros lerem?

Eu não peço muito kkk! Divulgo em vários grupos, inclusive no meu e em minha página, relacionada ao livro. Eu acredito que por ter muitos parceiros que indicam minha obra e fazem bastantes sorteios, me ajuda bastante também! No início, era bem chato eu pedir, confesso que ficava constrangida às vezes, pois nem todos te dão credibilidade.

Aquela desconfiança que no fim das contas não tem sentido.

Verdade, mas sempre seremos inseguros… Ser humano, nunca tem fé o bastante em si mesmo. Pelo menos, eu não tenho tanta! rs

E Vivy… Chegamos ao fim da entrevista

Muito obrigada pela oportunidade e não se esqueça … Se têm um sonho, corra trás dele, não se dê por vencido, por menos do que realmente seja!

Sua história, pela sinopses e comentários que li, é ótima, maravilhosa! Não para por aí, vá adiante rs. Um conselho, apenas.

Gostaria de deixar um recado para seus leitores? Alguma mensagem para aqueles que querem se adentrar na aventura de criar seu próprio mundo e escrever as suas histórias?

Bom, sei que muitos tem imaginação o suficiente para conquistarem um mundo a fora, mas tem medo de expor a ideia e ser criticado. Críticas? Sempre terão, nem Jesus Cristo agradou a todos, imagine meros humanos como nós! Trace seus objetos e siga adiante, corra atrás do almeja sempre. Se cair? Levanta, sacode a poeira e tente quantas vezes forem necessárias, até dar certo. Pense sempre positivo. Lembre-se: Pensamentos positivos, atraem coisas positivas, sempre!

Ótima mensagem! E para quem te acompanha, quer deixar um recado?

Pra quem me acompanha… Quero deixar meu muito OBRIGADA, pois não seria nada sem meus leitores, amigos e autores que sempre me ajudam a divulgar minha obra por aí. Serei eternamente grata, a todos! OBRIGADA!

Santhyago: Vivy, muito obrigado pelo seu tempo para responder as perguntas minhas. Espero que tenha gostado tanto quanto eu

Vivy Keury: Eu amei! Obrigada por me entrevistar!

E esta foi a conversa com Vivy Keury. Aproveita que chegou até aqui e segue ela no Wattpad e no Facebook.

Eu nem sei mais que parte é esta aqui, mas as outras da série Wattpaders você confere aqui.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito