Bacon Entrevista: Michaelly Amorim

Livros sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Michaelly Amorim Escreve no Wattpad histórias de fantasia com uma narrativa muito foda. Conversei com ela sobre seus livros publicados, seus projetos e outras coisas mais. confiram logo abaixo:

Santhyago: Vamos começar então? Vou pegar minhas anotações, mais conhecido como “folha sulfite onde rascunhei umas perguntas”.

Ok. Hahahah.

Enquanto isso, fala um pouco sobre quem é a Michaelly quando não está escrevendo. O que gosta de fazer, nome idade, onde mora, essas coisas.

Meu nome é Michaelly Maria de Amorim das Neves, moro no interior do Ceará, em uma cidade chamada Juazeiro do Norte, tenho 20 anos e curso o primeiro semestre de enfermagem na Universidade Regional do Cariri. Tenho várias paixões, escrever é apenas uma delas. Mas amo desenhar, música, comer, cozinhar e por aí vai. Acho que gosto de tudo um pouco.

Tantas paixões assim refletem na sua escrita?

Creio que sim, acabo sempre colocando algo de mim nos meus livros, seja em personagens principais ou secundários.

E de enfermagem que cursa, já surgiu alguma ideia pra história?

Eu tenho um projeto de um livro onde o romance acontece dentro de um hospital, mas só lançarei a história quando eu estiver estagiando, quero passar o que realmente acontece, e só saberei como de fato é quando estiver dentro do hospital.

Ótima escolha. Deve ajudar bastante isso pra ambientar a história como tem que ser.

Sempre acreditei que as histórias baseadas na realidade passam mais sentimento. É como se tivéssemos passando pela mesma experiência do personagem, por causa da riqueza de detalhes.

Mas ainda assim, suas histórias têm um “quê” de fantasia.

Ah, as fantasias. Bom, eu costumo misturar fantasia com os romances que escrevo, pois quando se trata de fantasia eu me sinto mais livre pra criar e conduzir a história da forma que eu tiver vontade. Acho que por isso ainda não postei nenhum livro de romance sem fantasia no Wattpad. Apesar de minhas fantasias terem romance, tem dois ou três contos meus, se não me engano, que não tem fantasia.

Durante a criação de suas histórias, você tem algum processo que te ajuda com isso, um ritual ou algo parecido? Acender velas e dançar a meia noite numa encruzilhada, por exemplo?

Eu costumo me esconder na minha Batcaverna onde tem um guarda roupa que me leva à Nárnia, sempre de madrugada mais especificamente às 3 da manhã.

Normalmente eu tenho ideias no meio das conversas, e costumo escrever de madrugada por causa do silêncio aqui em casa. Mas quando quero me focar mesmo em alguma história que ainda não escrevi, eu faço um pequeno roteiro pra me guiar, e normalmente nem olho pra ele depois. Hahahah.

O roteiro então serve pra te guiar nos capítulos iniciais.

É mais pra eu ter um foco no que quero fazer. Mas as minhas histórias meio que são independentes de mim, e às vezes tomam rumos que nem eu imaginava.

Sei como é. Personagens que insistem em não fazer o que você quer indo pra lugares completamente diferentes do que espera.

Exato, ai depois você fica louco tentando explicar tudo o que ele fez de uma forma coerente, sem deixar uns buracos negros na história. É engraçado quando alguém me pergunta o que vai acontecer e eu respondo: Não sei. Porque eu realmente não sei o que vai acontecer na história. Kkkkkk.

Não tem capítulos muito a frente escritos, então. Escreve por onde, computador ou celular?

Eu antigamente usava o celular, terminei meus dois primeiros livros pelo celular, O Canto da Coruja e A Ilha da Sereia, já Filhos de Abel estou terminando de escrever no computador. Já cheguei a não ter nenhum capítulo pronto no dia de postar. Rsrsrsr. Tive que escrever na hora.

Considerando que seus capítulos tem um tamanho considerável, isso é um grande feito. Tem dias fixos pra publicar os capítulos?

Eu até tinha, mas sempre postava antes. Kkkkkkkk. Nem sempre conseguia guardar um capítulo comigo. Rsssrsrsrsr. Por isso eu vivia escrevendo no dia, apesar de já ter postado na semana. Hoje é porque me falta tempo, mas antes da faculdade começar, eu costumava postar dia sim dia não, agora é semanalmente.

Como conheceu o Wattpad?

Eu sempre fui uma traça de livro, adoro ler, ai um dia baixei o aplicativo no celular, e comecei a usar, me apaixonei. No primeiro mês eu nem sabia que podia escrever, aí, depois de já ter lido um monte livros por lá, eu fui brincar com o aplicativo, pra entender melhor. Foi quando eu descobri que podia escrever também. Ai foi onde a paixão virou amor, não largo mais. Kkkkkk.

Já escrevia antes de conhecer o aplicativo?

Só em papel e acabava tudo na fogueira, com 14 anos eu escrevia cada merda que me orgulho de não ter postado em canto nenhum. Hahaha. Por enquanto só escrevo no Wattpad, e coloco na Amazon pra vender, deixando a degustação no Wattpad.

De 14 anos até agora tem muito tempo, sua escrita amadureceu bastante então. Mas sempre é bom guardar, é daí que surgem ideias ótimas, às vezes.

O canto da Coruja era uma ideia antiga lá dos meus 15 anos. Sempre amei corujas e seu simbolismo, portanto se quiser me dar uma eu aceito. Inicialmente a ideia não tinha nada a ver com o que é a história hoje, mas a de hoje ficou bem melhor que a antiga.

A única coruja que tenho aqui no momento é essa.

 Calcinhas por todo o mundo secaram neste instante.

Kkkk. Serve, pode mandar via wi-fi.

Imprime aí em 3D.

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. Deixa chegar minha impressora.

Você disse que adora ler. Quais seus autores preferidos?

Bom, são muitos, muitos mesmo. Eu sou apaixonada pelo Tolkien, George R. R. Martin, C. S. Lewis, Flanagan, Rick Riordan, Agatha Christie, Grimm, Charles Perrault, Andersen e mais um monte! E os brasileiros são os que eu mais acompanho no Wattpad: Isabela Allmeida, ManuAAC, GJA Guimarães, Fábio Vera Cruz e um monte a mais.

Tem bastante gente talentosa por lá no Wattpad. Gente tão talentosa que me pergunto diversas vezes como não tem um livro físico lançado ainda.

Faço-me a mesma pergunta. E torço pra ter um de cada na minha estante, e pra eu ganhar na loteria pra poder comprar cada livro. Hahahah.

Nenhum livro de Youtuber? Eles têm sido tão presentes na literatura (Hahaha) hoje em dia.

Sinceramente? Eu não dou muito valor não (Salvo um ou outro que realmente escreveu o próprio livro e não colocou nenhuma idiotice pra encher linguiça)! Talvez por não acompanhar nenhum eu não costume dar crédito a livros desse pessoal. Hahah. E em alguns casos digamos que nunca fui muito fã de autobiografia. Rsrsrsr.

Isso de Youtuber “escrevendo” tem um lado bom: Quem sabe daqui uns anos a Academia Brasileira de Letras elege uns deles e o chá dos catedráticos vira festa open bar?

Kkkkkkkkkkkkkkkk. Eu espero que não! Acho que tem muito mais gente que merece esse título, não querendo tirar o possível esforço deles. Mas digamos que o livro deles só vendeu por causa da fama que já possuíam, é muito fácil você estar lá em cima e publicar qualquer coisa. Mas se começar de baixo tem que se garantir no que faz. Mas como não li nenhum livro deles, não tenho o direito de afirmar se fariam ou não fariam sucesso caso tivessem escolhido primeiro o ramo literário. Só acredito que inicialmente o sucesso deles se deu devido à fama.

Mas viu a treta daquele Youtuber que nem leu o próprio livro?

Vi sim, e depois vi o vídeo do Felipe Neto comentando sobre os novos livros de Youtubers, tipo o livro do Felipe neto, que trata, se não me engano, sobre o surgimento do seu canal, eu até coloco crédito, porque seria uma forma de incentivo para novos Youtubers, mas as biografias aí desses outros eu não dou o menor valor.

Fala um pouco sobre suas publicações no Wattpad. Eu vi que tem oito lá, mas uma delas é a continuação da sua duologia, sem nada ainda.

Livros são quatro, sendo que um como você disse é apenas a capa do segundo livro da minha duo-trilogia, o primeiro livro Filhos de Abel está nos últimos capítulos (“Últimos capítulos” só me lembra de propaganda da Globo pras novelas da sete). Ele foi o primeiro que eu postei, e digamos que meu projeto principal.

Depois dele eu postei O canto da Coruja que é um conto de fadas e já encerrei, e por fim A Ilha da Sereia, que também serão três livros ou mais, não tenho limite de planos para esse, já que serão livros independentes.

Os outros quatro são contos que fiz para concurso, mais como uma brincadeira que pra concorrer de fato. Era um desafio pra eu encaixar um conto nas regras, então eu gostava de fazer e pretendo continuar apesar de nunca ter ganho nada.

Aqueles desafios do Wattpad?

Sim.

Gosto bastante deles, apesar de não ter concluído nenhum. 30 dias é pouco tempo pra 10 mil palavras.

Kkkkkkk. E eu costumo escrever em um dia, talvez por isso não ganhe.

Fala um pouco sobre o Filhos de Abel, sua duologia.

Filhos de Abel conta a jornada de Angeline, uma garota comum que acaba sendo salva por um filho de Abel, após o acidente de carro que mata seus pais. Ao ser salva por Cris, ele dá seu sangue a ela, o que a torna parte da raça dos filhos de Abel. Mas as coisas para ela não serão fáceis, ainda mais com Lilith resolvendo voltar a aparecer e com ela um exercito começando a se erguer. Agora, Angeline vai ter que lutar pela sua sobrevivência. E vai ter que enfrentar mais do que os filhos de Caim, pois os demônios já escolheram seu lado.

Quase que eu dou spoiler do terceiro livro. Kkkkkk.

Você já começa bem sacana, jogando sua protagonista duma ribanceira. Isso porque gosta dela.

Kkkkkkkkkkkk. Eu vou ficar calada pra não ser morta antes do tempo, mas acho que andei lendo muito Game of Thrones.

Como diria um amigo meu, foi “tomada pelo espirito do Martin”?

Kkkkkkkk, quase isso. Mas… Nada acontece sem ter motivo, só as mortes em GOT.

Elas tem motivo sim: Fazer o leitor sofrer.

Kkkkkkkkk, verdade. Então o ditado continua intacto.

Em um mundo cheio de trilogias, o que a fez escolher uma duologia para seus livros?

Na verdade vai ser trilogia… Kkkkkkkkkkkkkkkk. Mas deixe-me explicar a loucura das minhas. Normalmente você escreve a história em si e depois faz um independente dos personagens principais. Meus dois primeiros livros serão dos personagens. Eu poderia sim fazer dois, tenho tudo que preciso, mas eu quis mostrar cada lado antes da batalha verdadeiramente dita que acontecerá no terceiro livro. O terceiro será sobre a guerra, o segundo será sobre um filho de Caim, que terá uma função primordial no terceiro e o primeiro é como se eu contasse o passado de Angeline antes da guerra, como ela chegou a ser quem ela é.

Entendi, então é quase como se os dois primeiros fossem 0.5 e a luta o segundo propriamente dito.

Isso. Eu estou indo de trás pra frente… Kkkkkkkkk. Olha o spoiler: O terceiro livro será narrado pelas esposas. Ou melhor, terá o foco nas esposas, já que o narrador eu pretendo colocar em terceira pessoa, enquanto que o primeiro e o segundo são em 1° pessoa.

Olha que interessante. Não tem dificuldades em mudar o tipo de narrativa?

Na verdade não. Eu pretendo mudar porque assim eu não fico presa à um foco, e como no terceiro livro eu vou ter que narrar os dois lados, a narração em terceira pessoa fica melhor pra mim.

Ótima escolha. Quais gêneros gosta de ler no Wattpad?

Eu leio de tudo menos terror porque eu sou uma medrosa, mas minha paixão é fantasia e romance.

E os livros Hots que tanto surgem por lá?

Eu leio, escrevo. Mas devo admitir que alguns deles não me agradam.

Toda treta que vejo no Wattpad Brasil tem eles a ver, é incrível.

Digamos que o povo gosta desse tipo de leitura, mas as principais tretas são porque os livros com conteúdo adulto não podem estar em destaque no Wattpad, mas a maioria está por causa da quantidade de visualizações. Fora que em livro Hot, que romantiza estupro, que retrata mulheres sem um pingo de respeito próprio e não de uma forma que abra os olhos das mulheres e sim de um jeito que faça com que elas sintam que estão fazendo a coisa certa em serem controladas por seus parceiros. E tem mais, uma boa parte dos livros Hots, tem como escritores e eleitores meninas entre 12 e 18 anos, ou seja, tem muita criança descrevendo sexo quando devia estar brincando de boneca, e escrevendo livros infantis.

É o que mais se vê por lá, histórias desse estilo. Por sorte as de pedofilia não duram muito e até mesmo os leitores as denunciam.

Verdade, mas o escritor sempre arruma um modo de recolocar a história, porque enquanto tiver quem leia ele vai continuar postado.

E sua divulgação, como é feita? Tem dificuldades com ela?

Eu já fui muito em perfis pedir para lerem minha história, mas eu acredito que a boa parte dos meus leitores se devam pelas indicações que recebi nos livros Tratado dos Párias e Querida é o Caralho. Ultimamente eu não tenho tido muito tempo de divulgar, mas fico vez ou outra chamando o pessoal das redes sociais para lerem. Facebook, grupos do Wattpad no Whatsapp e no grupo do Wattpad Brasil no Face também.

Recebe bastante comentários nas suas histórias?

Sim, há uma boa interação entre o leitor e eu, mas ainda assim é um numero pequeno em relação à quantidade de leitura, fora que quase a metade é resposta minha ao leitor. Tenho apenas 3k de comentários em um livro com 51k de visualizações, ou seja, é uma parte bem pequena.

Mesmo assim, são números bem surpreendentes.

Foram oito meses de publicação, mas vemos pessoas por ai com 1M em menos de seis. O engraçado do Wattpad é que ele contabiliza tudo, aí no primeiro capítulo tem lá 4k de leitura e no último capítulo tá só 120 leituras.

Tem um Wattpad nos bugs, às vezes.

É verdade.

Mas ainda assim, é uma das melhores plataformas da atualidade.

Com certeza, eu não trocaria o Wattpad por nenhuma outra plataforma. Ah, você falando dos Hot eu lembrei que eles são os que mais bombam na plataforma. Nada contra livros que tem hot, até porque eu leio vários nesse estilo, mas ainda assim tem livro bem mais original escondido e esquecido porque o povo gosta é de “putaria”. Hahahah.

Tem aquela coisa: Quando o Hot vira o foco principal da história, tem algo errado.

Com certeza. Eu tenho um livro Hot, mas todo o sexo que tem na história tem um motivo, não acontece só porque quis abrir as pernas. Em um livro de 50 capítulos deveria ter 10, 15 cenas de sexo, ou algo assim, e não a metade.

Ou mais do que isso, que é o que se vê por aí com mais frequência. Quero ler um livro, não a seção de relatos de leitores da Sexy.

Kkkkk. Verdade.

E o Café Com Livros, é seu projeto de divulgação?

Sim, divulgo outros livros ao fazer resenhas deles.

São escolhas suas ou o pessoal que acompanha as suas resenhas pede pra que leia?

O café tem uma regra: Você não pode pedir resenha para seu próprio livro.

Ótima regra, faz com que não chova links do nada de pessoas se autopromovendo.

Exatamente, mas eu já recebi inúmeras indicações.

Eu vi, tem quantas resenhas até o momento?

Foram 12 resenhas.

Bastante até. O pessoal que acaba sendo indicado fica surpreso com isso? Você os comunica antes de resenhar, no caso?

Sim, alguns eu peguei de surpresa com a resenha, outros eu tinha pedido permissão antes. Rsrssrsr. Os que já conheço eu coloco de sobreaviso, mas não digo quando vai sair. Mas os que não conheço eu peço permissão e quando vai sair eu peço o aval do escritor.

Parabéns pela sua iniciativa, sempre bom ver outros autores cedendo um tempo pra divulgar os menos favorecidos de views ^^.

Rsrsrsr, obrigada, eu faço isso porque também já fui muito favorecida por alguns escritores, aí os livros que eu gosto eu costumo indicar.

Você tem um livro publicado na Amazon. O retorno dele tem sido o que esperava, em relação a leitores que compraram?

Rapaz, ele tá com uma semana lá. Rsrsrssr. E é meu primeiro livro na Amazon, então ele fica meio invisível por lá, mas eu já esperava que fosse assim. Fora que o canto foi retirado do Wattpad domingo, ficando apenas a degustação. E nesse mesmo dia eu coloquei ele gratuito na Amazon, o que foi bom, já que ele ficou em #5 dos gratuitos mais baixados do site. Então posso dizer que está indo conforme o planejado. Rsrsrsrs.

Michaelly, obrigado pelo seu tempo e por responder as minhas perguntas. Pra finalizar, quer deixar alguma mensagem para seus leitores? Alguma coisa para dizer para aqueles que querem escrever, mas falta algum tipo de incentivo?

Aos meus leitores quero deixar meu sincero agradecimento, se não fosse por vocês eu não teria chegado tão longe. E aguardem mais surpresas da minha parte. Rsrsrsrs.

E a quem escreve, mas sente falta dos incentivos, aqui vai o meu: Não desanima, que um dia o seu livro vai reluzir como o tesouro que é, basta ter paciência e continuar lapidando-o para torná-lo cada vez melhor. Meus sinceros votos de sucesso.

Santhyago: Obrigado mesmo pelo seu tempo. Foram 3 horas muito bem aproveitadas ^^.

Michaelly Amorim: Hahaha. Não é? Mas foram sim, amei cada minuto.

E essa foi a entrevista com a Michaelly. Não se esqueçam de conferir o perfil dela no Wattpad, assim como suas redes sociais: O perfil no Facebook e a fanpage da série.

Resolveu dar o migué no trampo e ficar em casa sem fazer porra nenhuma? Vai lá no índice da série Wattpaders conferir o resto.

Leia mais em: , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

  • Isabela allmeida

    Amo você Micha, é uma das pessoas do wattpad mais importantes para mim, e uma das escritoras que mais gosto por lá.
    Amei sua entrevista, os “kkk”s te acompanham sempre ahhueahue Muito sucesso para você viu, não é segredo que eu torço por você, que quero ainda pegar um livro físico e poder ver e saber que conseguiu. Obrigada por me citar ali :P Sabe que nunca sei o que dizer né aheuahue Beijos minha diabinha e não muda. Você é perfeita com essa alegria toda.

  • Michaelly Amorim

    Eithaaaaaaa!!!! Obrigada de coração! <3

busca

confira

quem?

baconfrito