Bacomentando #01 – Pinguim Gay, Tigresa da Moral, Mamãe Sumiu & Mais

Televisão sexta-feira, 04 de novembro de 2016

Nota do editor: Acho que não se faz necessário avisar que tem spoiler pra porra ai no meio, né?

Agents of S.H.I.E.L.D. – 4×05 – Lockup (Trancado)

Mais um episódio foda da série, que tá fazendo um puta trabalho foda expandindo o universo da Marvel na televisão. Invadir prisão pra resgatar gente é sempre dahora e sempre rende coisa boa por mais bosta que seja o roteiro. E embora fosse um episódio de ação, a personagem principal do episódio foi a Jemma, mostrando que não é mais a garotinha assustada e que não é o braço direito do novo diretor da S.H.I.E.L.D. à toa. Aliás, apesar de todo carisma, eu não confio muito nesse novo diretor, não. Principalmente depois da última cena desse episódio.

E uma coisa que tá me deixando meio bolado nessa temporada é: Pra onde vai o Motorista Fantasma? Porque ele tá maneiro alí ajudando a S.H.I.E.L.D. e tal, mas ele não se encaixa em equipe, né? Eu sei que o Motoqueiro Fantasma já participou de algumas equipes nas HQs, mas eu acho que na série ele não seria bem aproveitado à longo prazo. Acho que vai acontecer o mesmo que aconteceu com o Deathlocke depois da primeira temporada. E como a Disney e a ABC tão desesperadas atrás de um spin off que funcione, eu acho que o Motorista Fantasma vai ganhar aí o tal spin off de Agents of S.H.I.E.L.D.. Afinal, o moleque que faz o irmão dele, que era o moleque chato páporra de Fear The Walking Dead não ia abrir mão da série pra ser coadjuvante classe D em Agents of S.H.I.E.L.D.. Pode ser que eu esteja muito enganado, mas eu acho que uma série do Motorista Fantasma vai ser anunciada lá pro meio de 2017.

Flash 3×04 – The New Rogues (Os Novos Trapaceiros)

Não tem muito o que dizer desse episódio de Flash além de “Vocês falharam com o Mestre dos Espelhos” e “Eu não quero outro Harrison Wells, eu quero o Harry“.

#FicaHarry.

Legends of Tomorrow – 2×03 – Shogun (Shogun)

Legends of Tomorrow é certamente a série do Arrowverse mais divertida de assistir atualmente. Quando comecei a assistir o episódio e vi que ia se passar no Japão feudal, eu quase desisti. Não aguento nada que envolva viagem no tempo e Japão feudal. Culpa do filho da puta do Hiro e daquela segunda temporada bosta de Heroes. Enfim, tô tentando trabalhar esse trauma.

O episódio jogou maravilhosas referências à Lost e Star Wars e ainda apresentou os antepassados da Katana. Mas o que pegou mesmo foi a mensagem secreta do Flash do futuro pro Capitão Rip Hunter, que certamente será um dos grandes motivos para o mega crossover entre as quatro séries de super heróis da CW.

Gotham – 3×06 – Follow The White Rabbit (Siga o Coelho Branco)

Gotham, apesar da merda que fizeram com a Hera Venenosa, parece ter reencontrado seu rumo. Digo reencontrado porque a segunda temporada foi meio bagunçada, o Pinguim, que é um dos personagens principais da série tava meio perdido ali, ninguém sabia direito o que fazer com ele, botaram uma trama meio Cinderella pro cara, trouxeram a Fish Mooney de volta, coisa que foi completamente desnecessária, enfim…

E por falar no Pinguim, o personagem tá envolvido em polêmica nessa temporada. Gotham veio desenvolvendo um maravilhoso bromance entre o Pinguim e o Charada desde a segunda temporada e agora revelaram que não era um bromance, mas sim um romance, pelo menos da parte do Pinguim. É, cambada. O Pinguim é gay e tá apaixonado pelo Charada. Tá, mas e daí? Qual o problema? O problema é que “Um vilão gay não é um grande passo para a representatividade, não”. Essas não são palavras minhas, mas de Guilherme Smee, da Splash Pages, que diz em seu texto como alguns péssimos roteiristas usam da sexualidade para justificar a maldade de certos vilões, o que só ajuda a piorar o preconceito contra os gays. O que o texto diz basicamente é que não há problema em um vilão ser gay, o problema é o vilão ser vilão apenas por ser gay. O que eu não acho que seja o caso aqui, já que estamos na terceira temporada e o Pinguim é vilão desde a primeira temporada e sua sexualidade só foi revelada agora. Mas não sei, esse é um assunto que precisa ser pensado e discutido um pouco mais.

Mas tirando o foco aí do Pinguim, tivemos ótimos episódios com o Chapeleiro Louco, que tá do caralho. Puta vilão foda. Cê sabe que o cara é malvado de verdade quando ele ameaça matar a Morena Baccarin. Não pode ameaçar matar a Morena Baccarin, mano. Deveria ser considerado crime botar a vida da Morena Baccarin em risco, mesmo que de mentira.

Supernatural – 12×03 – The Foundry (A Fundição)

Foi um episódio leve e sem muita ligação com o plot principal dessa temporada. Seja lá qual for o plot principal dessa temporada. São os Homens das Letras britânicos e o James Bond, lá? É o Lúcifer? É a Mary? Que que tá acontecendo aqui?

Por falar em Mary, ela vai embora porque tá chateada e tal e antes ela diz que tava melhor no Paraíso com o John e as versões infantis dos filhos. Porque pra quem não sabe ou não lembra, tem um episódio na quinta temporada onde os irmãos morrem logo no começo do episódio, de forma banal, por dois caçadores e vão pro Paraíso. Na série, quando você vai pro Paraíso você fica preso no melhor momento da sua vida eternamente. Nesse mesmo episódio da quinta temporada eles encontram o Ash. Lembram do Ash, que trabalhava no bar de caçadores da Ellen? Então, o Paraíso dele era uma réplica do bar. É por isso que a Mary diz que no Paraíso ela tava com as versões infantis de Sam e Dean e com o John.

Mas obviamente não era o verdadeiro John. E por que não era o verdadeiro John? Porque lá pra quinta, ou talvez quarta temporada é revelado que ninguém sabe onde o John tá. Ele escapou do Inferno quando os irmãos abriram os portões do Inferno na segunda temporada e desapareceu, ninguém mais soube do John. O problema é que, se eu não me engano, falam que a Mary também tava desaparecida, então como que ela diz que tava no Paraíso? Eu tô gostando dessa nova temporada, eu não tinha gostado desse lance de trazerem a mãe dos caras de volta no final da temporada passada, mas até que utilizaram bem a personagem até agora. Mas uma coisa que Supernatural precisa começar a fazer é respeitar suas origens, respeitar sua própria mitologia.

Tem muita coisa que foi estabelecida lá nas primeiras temporadas que à partir da temporada 6 começaram a ser ignoradas e banalizadas. A transformação dos demônios em bonecos de massa dos Power Rangers foi uma das maiores banalizações da série, assim como a morte perder seu fator de risco. Eu não gosto muito de dizer que a série deveria ter acabado na quinta temporada, mas a gente tem que admitir que desde a quinta temporada, que nem foi tão boa assim, só a oitava temporada teve uma história realmente bem aproveitada. Eu tô torcendo pra essa 12° temporada ser boa, mas depois das últimas três temporadas fica meio difícil ser positivo com Supernatural.

The Walking Dead – 7×02 – The Well (O Poço)

Depois daquele teste pra cardíaco que foi o primeiro episódio da sétima temporada de The Walking Dead, a gente precisava mesmo de um episódio mais calmo, mais parado, mais amor e menos porrada. Apesar da introdução de Ezekiel e Shiva, que são fodas pra caralho, esse episódio foi da Carol, que descolou aí um pouco de esperança e um possível futuro amor. É válido lembrar que nas HQs quem fica com o Ezekiel é a Michonne, mas como a série fez um puta dum fan service desnecessário e juntou Michonne e Rick, é bem provável que Carol tome seu lugar.

Nota do editor 2: Mesmo porque, na HQ, quem fica com o Rick é a Andrea, que não morreu. Quem morre é a Carol, abraçando um zumbi na prisão. Enfim, trocaram a Andrea pela Carol na série.

O discurso do Ezekiel pra Carol no final, sobre a moral e o impacto que ter um tigre causa nas pessoas é algo que o Rick precisa absorver urgentemente. Ninguém respeita o Rick porque ele não tem porra nenhuma pra tirar onda. Alguém arranca a mão daquele cara e bota um gancho no lugar pra ver se ele mete medo em alguém. O mundo pós-apocalíptco exige líderes fodões, que demonstrem toda sua fodacidade não somente com atitude, mas com aparência. Você precisa exalar fodacidade. Cê precisa olhar praquele cara e pensar: É, eu não quero mexer com esse malandro. Porque se o Ezekiel que tem um tigre e todo um discurso medieval fodão abaixa a cabeça pro Negan, quem é Rick pra querer bater de frente com o cara?

Leia mais em: , , , , , ,

Antes de comentar, tenha em mente que...

...os comentários são de responsabilidade de seus autores, e o Bacon Frito não se responsabiliza por nenhum deles. Se fode ae.

busca

confira

quem?

baconfrito